Com a publicação do cultivar Argelino Azéradj, concluímos todos começando pela letra “A” . Foram vinte e um cultivares com “grau de importância*” “1” ou “2” e um cultivar com importância “3”.

Também forma publicados mais 13 outros cultivares iniciados por outras letras devido a importância dos mesmos.

O cultivar publicado com a letra “A” e que não tem “importância” 1 ou 2 foi a Adrocarpos. Publicada como trio grego acompanhada pelos cultivares Agouromanakolia e Amigdalolia

Ou seja: Só quanto a “cultivares”, ainda falta muita coisa a ser contada.

*Sobre o grau de importância:

  1. Cultivares principais. Mais importantes e com impacto econômico ao menos localmente.
  2. Cultivares secundários, pouco cultivados.
  3. Cultivares minoritários. Pode ser de dois tipos: Minoritário local (cultivados apenas em uma área pequena) ou Minoritário disperso (cultivados em mais de um lugar, contudo como oliveiras sem formar pomar).
  4. Cultivares especiais, dentre eles: oliveiras experimentais, exemplares em extinção – normalmente presentes em poucas coleções, oliveiras mal classificadas/estudadas e que se conhece pouco sobre estas.

Observação: Adotamos critério semelhante ao do “VIVEROS SOPHIE”

Abaixo uma relação das características básicas desses principais cultivares começando com a letra “A”:

Outras características

Existem várias características levantadas no estudo de cada cultivar, como por exemplo:

  • Vigor
  • Copa
  • Densidade da copa
  • Produtividade
  • Resistências a clima e pragas
  • Formato da azeitona e do caroço
  • Etc.

A listagens dessas características podem ser encontradas na publicação Sobre as Oliveiras.

Também cada cultivar (link na tabela acima) leva a página específica, onde além das características complementares, passamos mais informações sobre o local e a cultura em torno do cultivar.

Liked it? Take a second to support MAURO JOSE DE MENEZES on Patreon!