Foto cortesia de Viveros Sophie – Espanha

Origem e características da cultura

Cultivar de origem espanhola.

Apesar de ser uma variedade “selvagem”, está dentre as principais oliveiras da Espanha, com alta importância econômica.

A propósito, o nome Acebuche significa “óleo silvestre” e provavelmente ganhou esse nome na época do domínio da península Ibérica pelos Mouros, pois a origem do nome é Árabe.

O nome científico desta árvore é Olea Europaea var. sylvestris. É, portanto, a mesma espécie da oliveira, mas selvagem. Difere das espécies cultivadas pelo seu aspecto arbustivo, seus espinhos nos seus ramos, suas folhas mais arredondadas e seus frutos menores.

Curiosidade: Muitas oliveiras mantidas sem intervenção por muito tempo tendem a retomar características selvagens presentes na Acebuche.

A Acebuche faz parte do conjunto de arbustos e árvores da floresta mediterrânica como carvalhos, azinheiras, chorões e sobreiros. O Acebuche adapta-se a todos os tipos de solo, suportando perfeitamente o calor, no entanto, é muito sensível ao frio, especialmente à geada.

Suas árvores estão presentes em áreas cultivadas, mas também de forma espontânea na Sierra Morena e outros locais da Andaluzia e Extremadura. Nessas regiões não é encontrada próximo ao Mediterrâneo.

O fruto – A azeitona

As pequenas azeitonas da Acebuche

Produto: Os frutos são pequenos, com comprimento entre 1,5 e 3,5 cm. Quando cresce, a fruta é verde. Durante a maturação, adquire uma tonalidade preto-púrpura muito característica.

Muitas fontes citam seus frutos não como azeitonas, mas como acebuchina que atraem aves no outono – hemisfério norte, quando precisam de uma reserva extra de gordura para passar o inverno ou empreender longas viagens migratórias.

Hoje em dia, é usado novamente para a produção de azeite como um produto ecológico de primeira qualidade.

Maior vocação

Bonsai de Acebuche

O azeite é o seu principal destino de suas drupas. Contudo a árvore, devido suas características selvagens, possui um maior valor paisagístico, sendo uma das principais escolhas para criação de bonsais de alto valor.

O Azeite

Seus frutos são muito utilizados em azeites orgânicos, posto a maior parte da colheita ser feita em arvores nativas, fora das fazendas.

É um azeite robusto com alta percepção de ervas e capim.

Por fim: É uma oliveira ou não? É azeite o seu óleo?

Sim e sim. É uma oliveira silvestre , e como o fruto é um tipo de azeitona (menor), sim, também obtém-se azeite.

Qual as principais diferenças entre a Acebuche e uma oliveira domesticada?

O crescimento da Acebuche é mais lento, mas adapta-se muito bem a qualquer tipo de terreno. Além disso, são árvores para zonas quentes. Fruta: em ambos os casos, a fruta é a azeitona. No entanto, no acebuche é menor.

As oliveiras, na maioria são mais altas e com uma cor mais intensa na oliveira

As folhas de ambas são perenes. A principal diferença entre elas é que na oliveira são mais compridas e mais largas.

A madeira da Acebuche não é muito usada em carpintaria porque tende a rachar facilmente, mas é bastante utilizada para reflorestar áreas florestais devastadas, pois são ainda mais resistentes que as oliveiras “domesticadas”.

Liked it? Take a second to support MAURO JOSE DE MENEZES on Patreon!