Podemos separar os fatores que afetam as Oliveiras em dois grupos.

1) Abióticos

                Estão relacionados a condições edafoclimáticas, ou seja: clima e condições do solo. Dentre essas podemos citar: temperatura fora da faixa ideal (ou ainda sem tempo necessário para dormência de inverno), terra muito ácida, excesso de chuvas, falta de drenagem de água pelo solo, excesso de calcário, falta de insolação suficiente, etc…

Cada cultivar (ou como alguns chamam de maneira informal: variedade), vai tolerar mais ou menos cada variação dos fatores edafoclimáticos. De maneira geral as condições de cultivo estão descritas na publicação Plantio – Parte I: Requisitos do Local – OLIVAPEDIA.

Observação: O compasso do olival influencia diretamente no resultado esperado, caso o manejo não seja adequado. Vide: Compasso – OLIVAPEDIA

Além das características edafoclimáticas, a intervenção errada do homem também pode causar problemas nas oliveiras, como por exemplo excesso de adubo. A questão de diagnóstico da composição da terra foi tratada rapidamente em Diagnóstico nutricional das oliveiras pelas folhas – OLIVAPEDIA. Vale a penas dar uma olhada também em Quais são os nutrientes do solo e suas funções? – OLIVAPEDIA.

Por fim: uma poda mal realiza pode trazer consequências indesejadas. Vide: Quando, como e quanto podar… ou não?! – OLIVAPEDIA e Mais um pouco sobre a Poda – Complemento I – OLIVAPEDIA.

                Na maioria dos casos os fatores Abióticos não se relacionam com doenças, exceto os problemas relacionados a nutrientes e umidade da terra, tanto por falta como por excesso. Sendo que o assunto já foi tratado na Olivapedia em duas publicações: Diagnóstico nutricional das oliveiras pelas folhas – OLIVAPEDIA e Quais são os nutrientes do solo e suas funções? – OLIVAPEDIA. Oportunamente poderão haver publicações complementares.

2) Bióticos

                Esses são problemas causados por formigas (Doenças e Pragas – Parte I: Formiga cortadeira – OLIVAPEDIA) e insetos de maneira geral (inclusive cochonilha) e insetos fitófagos, fungos, larvas, bactérias, lesmas, caracóis…

                Podemos dividir os fatores Bióticos em duas famílias:

  1. Insetos, lesmas, lagarta, lavas e caracóis. Ou seja: Agentes causadores visíveis a “olho nu”. Observação: Alguns ácaros são muito pequenos, quase impossível de se enxergar, como por exemplo Aceria Oleae – Ácaro da galha.
  2. Bactérias, fungos e vírus. Ou seja: Agentes causadores invisíveis a “olho nu”.

No Brasil

Dada a “recém história” das oliveiras no Brasil e sua distância geográfica, muitas das doenças estudadas na Europa ainda não estão presentes no país. Contudo nada impede de que surjam focos devido ao não cumprimento de “importadores” que não cumpram a exigências fitossanitárias.

Publicaremos sobre todas as principais doenças das oliveiras, mesmo que não presentes no Brasil, até porque a Olivapedia tem mais da metade de seu público em Portugal, Espanha, França, Indonésia, Itália, Alemanha, Canadá, EUA, Hong Kong, Hungria, Japão, Israel, Paraguai, etc..

Princiapis doenças que vamos abordar

Doenças da Oliveira

Observação: A Alternância não é um problema Biótico ou Abiótico. É uma característica inerente as oliveiras. Vide: Rotação ou Alternância bianual das oliveiras… Como mitigar? – OLIVAPEDIA.

TODAS AS PUBLICAÇÕES E ESTUDOS TRADUZIDOS SERÃO EXCLUSIVOS AOS PATRONOS DA OLIVAPEDIA:

Liked it? Take a second to support MAURO JOSE DE MENEZES on Patreon!