Cailletier - Photo: _J_Weber
Cailletire – Foto: _J_Weber.

É conhecida como Oliveira de Nice na França por sua predominância na região. Nos países de língua inglesa e na Itália, é muito conhecida pelo nome italiano de Taggiasca.

Região de cultivo e surgimento

O cultivar Cailletier é principalmente cultivado nos Alpes Marítimos, região a sudeste da França – seu local de desenvolvimento e que faz fronteira com a Itália. Também amplamente encontrado na região de Bouches-du-Rhône (departamento da França localizado na região Provença-Alpes-Costa Azul, cuja capital é Marselha).

Locais de presença da Cailletier na França

Observação: Algumas fontes consideram o cultivar como tendo origem na Itália, inclusive o IOC (International Olive Council) – IOC – OLIVAPEDIA

Principais regiões de cultivo na França

Sheep and Cailletier
Ovelhas e Cailletier

Além da França, a Cailletier é cultivada na Linguria (Itália – próximo à fronteira da França), Austrália, EUA e Japão.

Sinônimos

Principais: Olive de Nice, Cayet, Olive de Grasse, Grassenc, Pendoulier, Pleureur , Caillet, Cailloun, Pendohuer.

O nome Cayon é atribuído erroneamente ao cultivar.

Salada ou azeitona?

Eventualmente é chamada de Niçoise, contudo esse nome é de um prato preparado com as azeitonas Cailletier, cujo nome remete a origem da receita: Nice, e significa “De la ville de Nice” (Da cidade de Nice). É uma salada feita com tomates, ovos cozidos, azeitonas (Cailletier) e anchovas ou atum, temperado com azeite.

Salada Niçoise – Foto site panelinha.com.br

Sinônimos por região

Observação: Existe relato de cultivo no Líbano com o nome principal: Cailletier

Classificação da Cailletier

O cultivar Cailletier é classificado como grau de importância “1”, lembrando:

  1. São os cultivares mais importantes. Amplamente cultivados.
  2. Cultivares com cultivo secundário. Muitas vezes restrito a uma região.
  3. São cultivares cuja plantação é pequena e restrita a uma localização. Ou ainda presente em vários locais de forma isolada, sem formar olival.
  4. Cultivares com exemplares restritos, resultados de pesquisa ou oliveiras mal classificadas. Normalmente restritas a uma coleção.

Principal utilização do cultivar

A Cailletier é um cultivar de duplo propósito. É igualmente utilizado para produção de azeite como de azeitona de mesa.

Morfologia

Observação: A azeitona totalmente madura tem uma cor escura que varia do preto roxo ao preto acastanhado.

Comportamento e Suscetibilidades bióticas e abióticas

As “suscetibilidades”, ou “estresses”, são medidas em índices de “1” a “5”, onde “1” é muito pouco sensível, e “5” muito sensível. Quanto mais baixo o índice, mais resistente a árvore.

Biotic and abiotic fragilities
Fragilidades bióticas e abióticas

Observação: A ausência de parâmetros, como por exemplo: Antracnose Jabonosa (sabão), Ciclocônio – Spilocaea Oleginea (Olho de Pavão), etc. não significa a não susceptibilidade, contudo que as referências não existem nos estudos levantados.

Características do Azeite

O azeite obtido do cultivar Cailletier possui um elevado percentual de ácido Oléico.

Seu paladar é macio e aromático. Possui notas de “frutado” pronunciadas, complementadas por um sabor amanteigado de nozes.

Ao final da degustação surge uma picância moderada.

Alguns especialistas descrevem como uma “mistura de amêndoa fresca e avelã”. Outros como “o champanhe dos azeites”. A última comparação é pela dificuldade de estabelecer um parâmetro.

Fornece um óleo particularmente doce quando as azeitonas são colhidas tarde. Por prioridade em critério organoléptico temos: Azeite Doce à Picante à Amargo.

Caraterísticas da Azeitona de Mesa

Azeitona muito procurada nas regiões de comercialização. Para mesa são colhidas já maduras (pretas).

É a única variedade autorizada para o AOC de azeitona de Nice, que é consumido após ser colocado em salmoura, desta forma tratada por meses.

Consideradas “finas” e muito utilizadas para produção de pastas.

Denominação de Origem Protegida (DOP)

Na França a denominação de origem protegida é conhecida como AOC (Appellation d’Origine Contrôlée). Já explicamos em detalhe o que é DOP e outros certificados para produtos que garante a procedência e qualidade dos mesmos. Vide: O QUE É DO, DOP, DOC, IGP…? – OLIVAPEDIA

Para o cultivar Cailletier são três os produtos com o AOC oriundos da produção na região de Nice:

– AOC Huile d’Olive de Nice (Azeite);

– AOC Olive de Nice;

– AOC Pâte d’Olive de Nice.

Além disso a oliveira é possui PDO (Protected designation of origin – Denominação de origem protegida)

Na Itália o cultivar Taggiasca possui o certificado DOP – Denominação de Origem Protegida.

Liked it? Take a second to support MAURO JOSE DE MENEZES on Patreon!