Observação: Não existe registro fotográfico seguro da árvore, seus frutos ou outras partes. A foto de capa poderia ser a Boçi, mas não há garantia.

A Boçi é um dos 25 cultivares registrados como autóctones da Albânia. Na publicação Oliveiras pelo Mundo: Albânia, demos uma luz sobre esses 25 cultivares, mas agora com essa publicação passaremos as informações disponíveis sobre esse cultivar.

Outros nomes

Esse cultivar também é conhecido como: Boçe, Durazzina, Gjykatës, Kripës ou Kupac.

Regiões de cultivo

As principais regiões de cultivo estão na própria Albânia, assim como também não foi localizado nenhum viveiro fora da Albânia.

Localização dos olivais de Boçe (Boçi) na Albânia

As duas primeiras cidades localizam-se no distrito de Durrës (mesmo nome da capital), contudo a segunda é a capital do país que fica em distrito do mesmo nome.

Importância do cultivar

É considerado de categoria 2: importante economicamente, mas de difusão restrita. Sua distribuição geográfica restringe-se 700 Ha com aproximadamente 90.000 árvores, o que representa 1,5% da área de olivais do país.

Características gerais da árvore

Principal vocação

Apesar de ser uma oliveira que tem uma alta relação de polpa por caroço, ainda assim o maior destino dos frutos é a produção de azeite. É bastante utilizada também como azeitona de mesa, mas em uma proporção de 40%.

Aparência da árvore – morfologia

  • Vigor médio
  • Copa verticalizada

Características agronômicas

  • Autoestéril: Necessita de polinização de outra árvore.
  • Enraizamento: Baixo.
  • Produtividade baixa (média de 4Kg por árvore).
  • Regularidade baixa: Muito sujeita a bianualidade.
  • Floração: Tardia.
  • Tamanho do fruto médio (média de 3,5g).
  • Relação fruto/caroço: 7. Significa que um fruto com 3,5g terá em média 0,5g de caroço.
  • Rendimento de azeite: Baixo, de 14 a 15% da massa de azeitona.

Estresse biótico (5 – muito alto / 1 – muito baixo)

Liked it? Take a second to support MAURO JOSE DE MENEZES on Patreon!