Fotos: Universidade de Córdoba

O nome da “Hojiblanca” significa “folha (hoji) branco (blanca)”. Vem do fato de sua folha ser mais “esbranquiçada”.

Alguns de seus outros nomes: Casta de Cabra, Casta de Lucena, Lucentino.

A Hojiblanca é responsável por aproximadamente 20% da área cultivada com olivais na Espanha, onde o cultivar teve origem. Trata-se da terceira variedade mais importante no país que é o maior produtor mundial.

Na região da Andaluzia temos: Córdoba com 93.000 hectares (ha), Málaga com 66.000 ha, Sevilha com 37.000 ha e Granada com 24.000 ha. Total de 220.000 hectares, ou seja: 2 mil e 200 quilômetros quadrados.

No totla são aproximadamente 18 milões de árvores da variedade. Fonte: Oliveoiltimes, 2012.

A maior parte de seu cultivo é destinado a produção de azeite, mas é sua participação no mercado de azeitonas de mesa não é desprezível. Logo é definida como “duplo propósito”: Azeite e Mesa.

Alguns sinônimos: Casta de Lucena, Lucentino, Xinxolera, Azufaifa, Mançanença e Mançanet.

A Oliveira Hojiblanca

Hojiblanca

Foto cortesia de www.variedadesdeolivo.com

Árvore de porte médio e densidade de copa média. Permitindo o crescimento livre a mesma ficará verticalizada. Fácil enraizamento.

Essa variedade se adapta a climas extremos onde normalmente a maioria das variedades não sobreviveriam.

Seu cultivo ocorre fortemente na Espanha, do leste da província de Sevilha – Andaluzia, ao sul de Córdoba, chegando ao norte da província de Málaga, representando 16% de todo cultivo da Andaluzia. Quando o sol reflete em suas folhas produz um tom metálico que lhe rende o nome Lucentino. Sua floração dura aproximadamente 16 dias e a maturação ocorre de forma tardia. O desprendimento do fruto é difícil, logo não própria à colheita mecanizada.

Muito produtiva, porém de forma bianual. É “auto polinizante”, mas é possível aumentar a produção com a polinização de cultivares compatíveis e de mesma época de florada.

Resistente a clorose férrica e a seca, e suporta bem o frio. Susceptível ao olho-de-pavão, à tuberculose e ao Verticillium. É atacada pela mosca da azeitona (não presente no Brasil).

A Azeitona

Com aproximadamente 4,8 g por fruto, possui dupla vocação: Azeite e mesa.

O Azeite

Produz em média 18% de azeite da massa de azeitonas processadas.

O rendimento em azeite e sua estabilidade, níveis de polifenóis, são baixos. Ainda assim o azeite é muito apreciado, sendo ligeiramente amargo. Seu azeite apresenta uma imensa gama de sabores, mas predomina os sabores vegetais.

No início da degustação possui notas de doce, frutado de capim fresco no aroma, amargor claro de frutas verdes e outras frutas que às vezes lembram uma salada de frutas. No final fica o sabor de amêndoas.

Possui menos ácidos graxos saturados que a média dos azeites de outros cultivares.

Todo azeite deve ser armazenado protegido da luz e o menos exposto possível ao ar, contudo o azeite da Hojiblanca deve ser tratado com mais cuidado ainda.

Liked it? Take a second to support Olivapedia on Patreon!