(Desconsiderando o sentido mais utilizado de “sofrimento”, “tortura”… Vamos nos ater ao sentido biológico).

Flagelo (do latim: flagellum; “chicote”) é a designação dada em diversos campos da Biologia a partes de célular assemelhando-se a “rabos”. A principal função é promover o deslocamento em meios líquidos, mas também podem servir para garantir a circulação de fluidos, encaminhar alimento, ou funcionar como organelos (pequenos orgãos) sensoriais que reagem à presença de determinados compostos químicos ou à temperatura no exterior da célula. 

Tipos de flagelos

São em geral considerados três tipos de flagelos: (1) eucarióticos; (2) bacterianos; e (3) arqueanos. Os flagelos bacterianos, que mais interessam no caso da Olivapedia, são filamentos helicoidais, tendo cada um na sua base um motor proteicorotativo que pode girar no sentido horário ou anti-horário. Este tipo de flagelos fornece dois dos vários tipos de motilidade bacteriana.

Gram-negative bacterial flagellum - Wikipedia Photo
Flagelo bacteriano Gram-negativo – Foto Wikipedia

É uma maravilha da engenharia biológica…

O flagelo bacteriano é activado por um “motor” rotativo composto de proteínas, localizado no ponto da membrana interna onde o flagelo tem a sua origem, e é movido por um fluxo de protões, causado por um gradiente de concentrações originado pelo metabolismo da célula (nas espécies de Vibrio o motor é uma bomba de sódio). O motor transporta prótons através da membrana, sendo activado nesse processo e é capaz de operar a 6000 a 17.000 rpm mas, com o filamento normalmente atinge apenas 200 a 1000 rpm.

Wikipedia
Liked it? Take a second to support MAURO JOSE DE MENEZES on Patreon!
« Back to Glossary Index