« Back to Glossary Index

Composto orgânico com 30 carbonos e 50 hidrogênios (C30H50) e possui seis ligações insaturadas em sua cadeia, o que facilita a reação com a molécula de água (H2O) liberando oxigênio para os processos metabólicos: C30H50 + 6 H2O = C30H62 + 3 O2.

É conhecido desde 1906 a partir da análise do óleo do fígado do tubarão. É um composto presente também em alta proporção no óleo de fígado do peixe-cão com 90%, no tubarão a concentração é de 40%. As pesquisas iniciadas na década de 1930 atribuem ao Esqualeno a inexistência de processos cancerígenos nos animais que os possuem em altas concentrações, bem como o não desenvolvimento de cancros. No mundo vegetal o azeite de oliva apresenta a maior concentração, podendo chegar a 0,7%.

É um eficiente em capturar de radicais livres, e provavelmente associado a melhora do sistema imunológico, contudo somente deve ser consumido por via oral e cremes e pomadas na pele onde é facilmente absorvido. Nunca via vacinas em injeções, apesar de já ter sido experimentado como “adjuvante imunológico” estudos sugerem que os efeitos colaterais negativos superam em muito seus benefícios, como por exemplo, limphodenopatia, artrite reumatoide, danos ao sistema nervoso, fatiga crônica, fibromialgia, lúpus, lesões na pele incuráveis, perda de memória, convulsões, Syndrome de Sjogren, doença de Raynaud, dores de cabeça crônicas, esclerose múltipla, entre outros problemas. Seus benéficos principais são: Ação antioxidante, desintoxicante, redução do colesterol ruim e profilática contra o câncer.

Liked it? Take a second to support Olivapedia on Patreon!
« Back to Glossary Index